17.7.10

Confessionário no ar: ando vendo Big Brother USA



Nego vai me xingar após esse post, dizendo que eu to fazendo o blog perder a ''credibilidade'' mais gente, summer season vai. Pior epóca do ano para qualquer série-maníaco do mundo então não me julguem se o meu maior divertimento do momento for a décima segunda temporada do BIG BROTHER Gringo.

Sério. delicia. Como é verão nos Estados Unidos, é chegada a hora da CBS exibir o pai dos reality shows, Big Brother. Nem sei se o sucesso que o programa faz lá é tão enorme quanto na versão nacional, mais confesso que a versão gringa é mil vezes mais divertida e intrigante.

A formula é basicamente a mesma que todos conhecem da nossa versão com Pedro Bial no comando, entretanto algumas coisinhas são adcionadas a cada temporada na versão de lá, para apimentar cada vez mais os relacionamentos dos participantes.

Nesta décima segunda edição um dos participantes é um ''sabotador'' que antes do programa começar foi contratado pela produção do programa para pregar peças nos demais participantes. O objetivo do tal ''sabotador'' é dificultar e tirar uma com a cara dos outros moradores da casa e diferentemente de todos os outros, seu ideal é permanecer na casa até a quinta semana sem ser descoberto, que é onde ele (ou ela) acaba levando 50 mil doláres pra casa e sendo assim, saindo do jogo, mais cheio da grana.

O bacana é que nós, o público não sabemos até o momento qual deles está ali mentindo discaradamente. O público ainda pode votar no site da emissora para ajudar o sabotador a escolher quais maldades deve aprontar com os participantes do programa. No primeiro dia de confinamento ele ou ela, tranca a dispensa onde se encontra toda a comida da casa. Imagina a reação da moçada.

Vale ressaltar que o casting é bem mais ardiloso que os das versões brazucas e o melrosefeelings rola solto a todo momento no programa. Imperdível para quem não gosta de uma intriguinha.

Nesses tempos dificieis o lance é se apegar a qualquer guilty pleasure que a TV Americana esteja exibindo, nem que seja um Big Brother.

-----

E para os entendidos do programa ó: sou team Rachel desde criancinha.

3 Comments:

Lucas said...

BBUS é ótimo. Ando vendo umas temporadas anteriores! Faltou dizer no post que o publico não interfere em quem é eliminado, o que é exatamente o que deixa o programa tão mais interessante que o BBB.

Petter said...

Verdade Lucas, faltou apontar essa parte!

Anônimo said...

É verdade que diferente daqui o bb Usa passa apenas tres dias por semana?