13.1.09

24 Horas - 7x01 - 8:00 A.M. - 9:00 A.M.

Comentários do episódio 8:00 A.M - 9:00 A.M de 24 Horas, spoilers abaixo!

Finalmente o 24h Horas está de volta. Na verdade, essa foi a temporada que teve mais prévias: “Redemption” (mais um aperitivo do que prévia) e os 17 minutos “vazados” na rede. Mas vamos ao que interessa. O episódio começa com o sequestro do engenheiro de sistemas Michael Lathan. Uma cena de ação com batidas de carros bem ao estilo Hollywood. Lathan interessava aos bandidos porque foi o autor do projeto que habilitou o firewall do Sistema de Segurança Nacional.

A cena seguinte mostra Jack Bauer sendo interrogado no senado federal. Um senador questiona os métodos usados por Jack para interrogar o terrorista Ibrahim Haddad. Com uma postura muito serena, Jack enfrenta o senador , que o interroga sempre atacando: “por favor, não fique aí sentado com essa cara de presunçoso esperando que eu me arrependa das decisões que tomei. Porque, senhor, a verdade é que eu não me arrependo”.

O “julgamento" é interrompido por dois agentes do FBI, Walker e Teller, que trazem um documento (provavelmente assinado pelo presidente dos Estados Unidos) ordenando a soltura de Jack Bauer. Ele é conduzido até uma sala do FBI onde é informado, pela agente Walker, que um grupo de terroristas está tentando desabilitar o firewall do Sistema de Segurança Nacional. Jack não se interessa pelo assunto até que a agente mostra a foto do bandido que lidera o grupo: Tony Almeida, amigo de Jack, dos tempos da UCT que, supostamente, havia morrido. Jack fica perplexo ao ver a foto do amigo e decide participar das investigações, mas acredita na inocência de Tony.

Três histórias paralelas foram introduzidas nesse episódio. A do Tony Almeida, que descrevi acima. Um imbróglio internacional envolvendo um fictício país africano, Sangala, que está em guerra civil e um drama da família presidencial. O marido da Presidente gasta rios de dinheiro procurando o filho. Oficialmente ele teria cometido suicídio, mas seu pai, Henry, não acredita nessa versão.

A trama esquenta quando o engenheiro de sistemas, Michael Lathan, consegue ativar o dispositivo que permite a invasão de vários sistemas nacionais (comunicação, segurança, aviação). Tony Almeida ordena a invasão do sistema de tráfego aéreo. Ao mesmo tempo, Jack identifica um possível colaborador dele, Gabriel Schector, um hacker que usava o codinome Hatteras.

A agente do FBI, Renee Walker , decide interrogar Schector com a ajuda de Jack. Durante o interrogatório, Renee autoriza Jack a usar seus métodos de persuasão e o suspeito, assustado, resolve falar, Entretanto, não teve tempo, foi morto por um atirador de elite. Na mesma hora, Tony liga para o local do crime e pede que Jack fique fora do caso. Enfurecido, Jack grita seu nome e ele desliga. A primeira parte desse episódio termina com Tony Almeida ordenando a mudança do curso de um avião para provocar uma colisão.

Amanhã teremos o desfecho dessa história. To be continued!

-
Ed Cavalcanti escreve originalmente no blog Post Séries!

1 Comment:

THIAGO PAULO said...

Cara...que bom ver algo do episódio por aqui. Estava louco para saber oque aconteceu...e já percebi que foi ótimo. Quero muito ver!!!

Até breve!