12.2.09

24 Horas - 7x08 - 03:00 PM - 04:00 PM


Comentários do episódio 03:00 PM - 04:00 PM de 24 Horas, spoilers abaixo:

Mais um eletrizante episódio do 24 Horas. A carga dramática de algumas cenas foi acima do normal. Logo no início, a Presidente Taylor, segura com a destruição do tal Módulo CIP, anuncia na tv a invasão de Sangala. Dubako assiste a declaração, indignado. Como represália, o terrorista usa o coitado do Henry (como sofre esse rapaz) para que Taylor volte atrás. A presidente recebe Matobo e o grupo de Jack num anexo secreto da Casa Branca. Ela, em princípio, custa a acreditar nas acusações de conspiração envolvendo membros do seu governo. A conversa é interrompida por uma ligação de Dubako que exige a retirada das tropas americanas de seu país e a entrega de Ule Matobo. A presidente Taylor tenta argumentar mas Dubako pega pesado. Ele ordena que um de seus capangas corte um dedo de Henry. A Presidente ouve, horrorizada, os gritos do marido. Só então ela concorda em aceitar as exigências do terrorista.

Eathan informa a Presidente Taylor que Samantha Roth e o agente Gedge foram mortos. No local do crime foram encontrados indícios de que ele havia se corrompido (???). Com essa informação, Taylor passa a acreditar nas acusações de corrupção feitas pelo grupo de Jack. Entra em cena o velho (e determinado) Jack Bauer. Ele pede a Walker para investigar as ligações telefônicas do agente Gedge. Como ele é do alto escalão do FBI, tem um nível de segurança difícil de ser quebrado. Walker sugere pedir ajuda a Larry Moss, Jack concorda.

Nesse episódio, mais uma vez, Sean Hellinger aparece em atitude suspeita. Ele questiona o fato do Modulo CIP ter sido recuperado sem que o FBI tomasse conhecimento. Ficou nas entrelinhas uma dúvida sobre a idoneidade do cara. Tem também o caso dele com a colega de trabalho também suspeitíssima. Nesse mato tem coelho!

O revoltado (e enciumado) Larry Moss, mesmo a contragosto, decide ajudar Renee Walker e Jack. Ele revela que o agente Gedge fez várias ligações para outro agente, Vossler, que havia servido em Sangala. Jack bola, então, um plano: capturar a mulher e o filho de Vossler para fazê-lo falar. Os métodos pouco ortodoxos de Jack, desagradam Larry e Walker, mas ela decide ir adiante. Na Casa Branca, Bill bola um plano para ganhar tempo com Dubako. Ele enviou um sósia do Matobo para que o terrorista pensasse que o diplomata estivesse sendo entregue.

Em outro ponto da cidade, Jack consegue capturar o Vossler. Nesse mesmo instante, Renne Walker chega à casa do agente. Esse foi o ponto alto da série. Vossler recusou-se a falar e Jack ordenou que Walker simulasse um ataque ao filho dele. Ela titubeou, mas executou o plano. A mulher de Vossler que estava algemada a um móvel gritava de desespero enquanto Walker simulava estrangular o seu bebê. Cena pesadíssima, que surtiu efeito. Vossler que ouvia tudo pelo viva-voz acabou falando. Uma pessoa apareceu no local, Jack se distraiu e foi atacado por Vossler que, obviamente, levou a pior. Morreu com um punhal cravado no peito.

A agente Renee Walker ficou abaladíssima com a operação. Jack a consolou dizendo que a ação foi necessária e surtiu o efeito desejado. O episódio termina com mais duas cenas carregadas de dramaticidade. Dubako desconfiou do plano de Bill e ordenou a destruição do carro que levava o sósia de Matobo. Uma bazuca mandou o automóvel pelos ares. Nesse mesmo instante Jack e Walker invadem o esconderijo de Dubako e resgatam Henry, mas o Primeiro Cavalheiro acaba sendo gravemente ferido com um tiro na barriga.

Ufa! Que episódio pesado! Mas 24 Horas é isso, quem não aguentar, coooooooorra!

Por Ed Cavalcanti do Post Séries!

1 Comment:

Miguel said...

Em resposta a pergunta, provavelmente 21 de Agosto de 2009, mas pode haver alterações na data.