18.4.09

24 Horas - 7x18 - 01:00 PM - 02:00!


Comentários do episódio '01:00 PM - 02:00 PM', spoilers abaixo!

Esse foi, sem dúvida, um episódio importantíssimo dessa temporada. Tivemos uma grande revelação e a volta (êbaaaaaaaaaaaaaa!) da Kim Bauer. Logo depois que a presidente Taylor abortou o ataque a Starkwood, o Estado-Maior começou a pressioná-la. Dentro do quartel-general da milícia, Tony Almeida confirma a presença de mísseis. Seguindo instruções do perturbado Jack Bauer, ele planeja explodir a plataforma de lançamento dos mísseis. A presidente Taylor quando consultada sobre a ação, deu uma de Pilatus, eximindo-se de eventuais erros. Lavando as mãos, ela teria argumentos para se explicar com Jonas alegando que a operação de ataque a Satakwood foi uma ação clandestina. Jack, que entende bem dessa parte do trabalho sujo, captou a mensagem.

Durante o descarregamento do combustível dos mísseis, um dos seguranças, em atitude suspeitíssima, sai para fazer uma nova ronda. Enquanto isso, na Casa Branca, Jonas Hodge canta de galo e exige um cargo na alta cúpula do governo Taylor. Na frente da Starkwood, Larry Moss e um grupo tático do FBI esperam a explosão dos mísseis para atacar. Tony Almeida se atrapalha e perde o detonador numa briga. Os mísseis são acionados, mas na última hora Tony detona os explosivos.

A partir desse momento a trama começa a tomar outro rumo. Jonas é preso por traição e, revoltado, faz ameaças a presidente Taylor. Ele fala sobre uma super conspiração. Numa cena lacrimejante, Jack reencontra sua lindíssima filha e os dois trocam carinhos. Depois de invadir a Starkwood, Larry conversa com Walker por telefone em tom de despedida. Um agente informa a Larry que capturou um dos homens da Starkwood com um cilindro contendo o agente biológico. Mas o policial é baleado e o suspeito foge. Orientado por Janis (que saudades da Chloeeeeeeeeeeeeee!) Larry inicia uma perseguição aérea. Detalhe, no helicóptero do FBI, sob custódia, Tony o acompanha.

O grande momento do episódio acontece quando o helicóptero pousa e uma troca de tiros se inicia. O piloto morre baleado e Larry é gravemente ferido. Tony caminha até Larry e ele percebe a aproximação do suspeito. Nesse momento, perplexo, Lerry Moss percebe que Tony Almeida está envolvido. Ele só tem tempo de pronunciar o velho “oh! my god!”, em seguida Tony o mata asfixiado (detalhe na foto abaixo).

A traição de Tony não chega ser uma surpresa, muita gente por aí afora cantou essa bola. Surpreendi-me com a morte prematura do Larry Moss. Assim como o Bill Buchanan, acho que ele partiu cedo demais. Outra coisa: estou achando a Kim Bauer boazinha demais. Quando Larry citou o nome dela, Tony demonstrou muito interesse. Não devemos nos esquecer que ela estava intrigada com o pai e o relacionamento deles sempre foi complicado. De uma hora para outra, ela reaparece toda interessada. Nesse mato tem coelho!!!!!!!!!!!!

Por Ed Cavalcanti do Post Séries!

3 Comments:

THIAGO PAULO said...

Nossa pelo que li foi bom, mesmo, hein?! Eu ainda não vi, mais já estou indo!

Há, não confiava no Tony, não! mais a morte do Larry me supreendeu, mesmo não gostando dele! Abraços!

Nuckless said...

Pra mim, Tony e Kim tem um caso, e os dois estão por traz de tudo isso...

Ed Cavalcante (POST SÉRIES) said...

Essa sua teoria é bem interessante. Mesmo vendo o filho da Kim, aquela cara de ternura dela, não me convenci. Acho que ela é da banda podre!